quinta-feira, 13 de março de 2008

[ Funesta Ilusão ]


A tristeza toma conta de mim.
Estou perdida na ilusão de amar,
Buscando
O que não posso encontrar.
Se o tempo passa
Eu fico.
Se o tempo fica
Minha Dor não passa.

Funesta Ilusão
De pensar que pra sempre seria.
Em tona a verdade
De saber que a tempestade viria.

Treda perda de tempo
Em escrever tristes versos,
Rimas sem luz
Que não te trarão de volta.
Poesia vaga,
Mas que me ajuda a lembrar
Que você se foi
E levou junto minha alma.
Que era forte o meu desejo
E nunca te beijei.

Que sempre quis te sentir
E nunca te toquei.
Que nunca pude te ter
E nunca mais terei.

By: MaYáRa LiMa

Um comentário:

Larissa Tezolin disse...

Oii...nossa adorei seus textos...te adic nos meu amigos...ok? tbm escrevo poemas e poesias...e aqueles versinhos fatáis heheeheh
BjoOO